Sexta, 14 de Junho de 2024
20°C 28°C
Alagoinhas, BA
Publicidade

Vendas de maio indicam a interiorização da eletromobilidade no Brasil

Em 2024, 46% dos emplacamentos de eletrificados leves ocorreram fora das capitais, sendo que 68% das vendas nas cidades do interior foram de elétricos plug-in

06/06/2024 às 07h42
Por: Redação Fonte: Brasil247
Compartilhe:
(Foto: Arnd Wiegmann/Reuters)
(Foto: Arnd Wiegmann/Reuters)

As vendas de veículos leves eletrificados em maio, apuradas pela ABVE Data, confirmam o vigoroso processo de interiorização da eletromobilidade no Brasil. Nos cinco primeiros meses de 2024, os municípios do interior, excluindo as 27 capitais, foram responsáveis por quase a metade - 46% - dos emplacamentos de eletrificados de todas as tecnologias no período. Em números, isso significa 29.697 eletrificados emplacados fora das capitais, do total de 64.908 no acumulado nacional do ano. Detalhe significativo: os elétricos BEV e PHEV com recarga externa emplacados no interior representaram 68% (20.250) do total de eletrificados vendidos nessas cidades (29.697), de janeiro a maio.

Os 32% restantes das vendas no interior no período (9.497) foram híbridos convencionais (HEV+HEV FLEX+MHEV). Destes, os híbridos flex movidos a etanol representam 44% (4.141), os híbridos a gasolina/diesel 31% (2.936) e os micro híbridos MHEV 25% (2.370). Essas proporções são aproximadamente as mesmas registradas nas capitais (e dentro da média nacional) dos últimos meses: 68% das vendas de eletrificados são veículos plug-in e 32% são não plug-in (HEV, HEV flex e micro híbridos MHEV).

Em outras palavras: o comprador do interior demonstra a mesma preferência do comprador das capitais pelos modelos tecnologicamente mais avançados (BEV e PHEV). “Esses números são muito importantes”, comemorou o presidente da ABVE, Ricardo Bastos. “Eles indicam que a eletromobilidade é um fenômeno que se dissemina de modo uniforme em diferentes regiões do país”.“Já não estamos mais falando de uma tendência concentrada em algumas poucas capitais do Sudeste”, acrescentou. “No final do ano passado, vimos que a eletromobilidade se expandia para o Nordeste e Centro-Oeste. Agora, ela se espalha pelas cidades do interior”.

Desempenho em maio

Só em maio de 2024, o mercado brasileiro emplacou 13.612 veículos leves eletrificados (de todas as tecnologias) e chegou a 64.908 nos cinco primeiros meses do ano. A liderança no mês continua com os veículos plug-in (com recarga externa), com 66,5% de participação nas vendas do segmento, puxada principalmente pelos BEV 100% elétricos.

O resultado de eletrificados em maio representa um crescimento expressivo de 111,5% sobre maio de 2023 (6.435), embora com queda de 10,5% sobre abril (15.206). Já no acumulado de janeiro a maio, o total indica um aumento de 149% sobre o mesmo período em 2023 (26.014).Se a comparação for sobre os cinco primeiros meses de 2022 (16.354), o aumento é de 297%.

Participação de mercado

A participação de mercado (market share) dos eletrificados sobre o total das vendas domésticas de veículos leves (de todos os tipos de combustível) tem se mantido constante, em torno de 7% a 8%, desde o início do ano.Um detalhe importante é a participação dos veículos plug-in (BEV e PHEV) de janeiro a maio, que também se mantém constante, num alto patamar em torno de 5% do total das vendas.

Essa participação tem crescido de modo sustentável. Em maio de 2023, por exemplo, o market share dos eletrificados era 3,9%, praticamente metade da atual.Já o estoque total de eletrificados em circulação no país desde o início da série histórica da ABVE (2012 a maio/24) chegou em maio 285.339 veículos, ou 0,67% de participação sobre o total geral de veículos leves emplacados no mesmo período.

Mantida a tendência de crescimento dos últimos meses, isso significa que esse mercado atingirá a marca simbólica de 300 mil veículos em circulação na virada do segundo semestre. A ABVE mantém sua avaliação de que as vendas de eletrificados em 2024 fecharão o ano com mais de 150 mil emplacamentos, ou cerca de 60% do total de 2023 (93.927).

Tecnologias

Em maio, as vendas dos veículos elétricos plug-in (BEV +PHEV) foram de 9.057 unidades, o que representa 66,5% do total de eletrificados vendidos no mês (13.612).Os BEV 100% elétricos foram responsáveis por 5.175 emplacamentos no mês (38% do total de eletrificados). Estes veículos estão ganhando o mercado nacional, colocando o Brasil na mesma rota tecnológica de países europeus e asiáticos.

O contraste é flagrante em relação ao ano passado. Em maio de 2023, o mercado brasileiro havia emplacado apenas 615 veículos 100% elétricos, com participação entre os eletrificados inferior a 10%. Doze meses depois, o crescimento dos BEV foi de 742%. Já os veículos híbridos plug-in (PHEV) alcançaram 28,5% de participação sobre os eletrificados em maio, com 3.882 unidades. Desde março de 2023, os PHEV estão ganhando mercado. Sobre maio de 2023, o crescimento desse segmento foi de 60%.

Os híbridos não plug-in (HEV+HEV FLEX+MHEV) ficaram em maio com 33,5% do total de eletrificados, com 4.555 veículos. Os híbridos HEV a gasolina/diesel totalizam em maio 1.360 emplacamentos, ou 10% dos eletrificados. Sobre maio de 2023 (482), o crescimento e 182% foi expressivo. Já os híbridos flex (HEV) representaram 15,1% do total de eletrificados, com 2.052 veículos em maio. Sobre maio de 2023 (1.746), um leve crescimento de 17,5%. Por fim, o mercado em maio emplacou 1.143 micros híbridos (MHEV), ou 8,4% sobre o total de eletrificados. Sobre maio de 2023, há uma leve retração de 2%.

Modelos e montadoras 

A BYD e GWM seguem na liderança do mercado de leves eletrificados no país. Em maio, a BYD foi responsável por 38,6% dos emplacamentos (5.254), enquanto a GWM ficou com 14,5% (1.972). De janeiro a maio, só essas duas montadoras apresentaram ao mercado 18 modelos, sendo 16 deles elétricos plug-in.

No acumulado dos cinco primeiros meses de 2024, as cinco montadoras que mais emplacaram eletrificados, foram:

  • 1º - BYD - 27.238
  • 2º - GWM - 9.988
  • 3º - Toyota - 8.897
  • 4º - CAOA Chery - 4.103
  • 5º - Volvo - 2.970.


Os cinco modelos mais emplacados entre janeiro e maio foram:

  • 1º - SONG PLUS GS DM / BYD (PHEV) – 8.127
  • 2º DOLPHIN MINI GS EV / BYD (BEV) – 7.741
  • 3º DOLPHIN GS 180 EV / BYD (BEV) – 6.295
  • 4º CCROSS XRX HYBRID / TOYOTA (HEV flex) – 5.218
  • 5º HAVAL H6 PREM / GWM (HEV) – 2.916

Estados e Municípios 

As cidades que mais emplacaram veículos eletrificados entre janeiro a maio foram:

  • 1º - São Paulo - 9.545
  • 2º - Brasília - 5.438
  • 3º - Rio de Janeiro - 3.075
  • 4º - Belo Horizonte - 2.136
  • 5º - Curitiba - 2.081
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Alagoinhas, BA
19°
Tempo nublado

Mín. 20° Máx. 28°

19° Sensação
1.67km/h Vento
93% Umidade
100% (0.95mm) Chance de chuva
05h51 Nascer do sol
05h16 Pôr do sol
Sáb 28° 18°
Dom 28° 19°
Seg 28° 19°
Ter 25° 19°
Qua 29° 20°
Atualizado às 05h01
Economia
Dólar
R$ 5,36 +0,04%
Euro
R$ 5,76 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,75%
Bitcoin
R$ 379,850,21 +0,19%
Ibovespa
119,567,53 pts -0.31%
Lenium - Criar site de notícias