Sexta, 23 de Fevereiro de 2024
22°C 30°C
Alagoinhas, BA
Publicidade

Governo da Bahia avança em políticas de combate à fome em celebração inédita do Dia Mundial da Alimentação

Um pacto para combater a fome no Brasil marcou a agenda pelo Dia Mundial da Alimentação das Nações Unidas, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM),...

17/10/2023 às 07h54
Por: Redação Fonte: Secom Bahia
Compartilhe:
Foto: Manu Dias/GOVBA
Foto: Manu Dias/GOVBA

Um pacto para combater a fome no Brasil marcou a agenda pelo Dia Mundial da Alimentação das Nações Unidas, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM), nesta segunda-feira (16), em Salvador. Na data, o Governo do Estado, atendendo aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis da organização internacional, que tem a erradicação da fome e a agricultura sustentável como temas de urgência global, assinou o termo de adesão ao Plano Brasil Sem Fome para a erradicação da situação de insegurança alimentar e nutricional grave em todo o território nacional.

Um memorando de entendimentos entre o Estado e o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas, por meio do Centro de Excelência Contra a Fome, também foi instituído para apoiar o Governo da Bahia na capacitação de gestores e pessoas envolvidas com a segurança alimentar e nutricional, bem como implementar políticas de combate à fome e desenvolver levantamentos sobre a fome no estado. A parceria também tem a perspectiva de reduzir, através da agricultura sustentável, o número de pessoas que vivem em lugares sujeitos a estresse hídrico. Segundo dados divulgados pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), 2/3 das pessoas vivem com escassez de água em território baiano, assunto que foi abriu o evento com a temática ‘Água é vida. Água é alimento’. 

O governador Jerônimo Rodrigues destacou, durante o evento, que o problema não é falta de alimento, mas o desperdício. “Nós temos alimentos. O problema não é a produção, mas a distribuição, a falta de acesso. Então, precisamos dialogar com a sociedade sobre a importância de não desperdiçar”. 

O Estado da Bahia, através da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), também aprovou o repasse de recursos do Fundo Estadual de Recursos para o Meio Ambiente (Ferfa) para projeto de saneamento ambiental rural e reuso de águas domésticas para produção de alimentos e sementes crioulas. Entre as ações previstas com o investimento estão: implementação de 30 sistemas de tratamento e reuso de água, estruturação de 30 quintais produtivos com sistema de bombeamento e distribuição de água residuária para produção de sementes e frutíferas. 

“A nossa ideia desde o início era a arrecadação de alimentos, em uma primeira fase. Mas, sabíamos que era preciso avançar para uma segunda etapa. Então, em conjunto com a coordenação do programa BSF, definimos a destinação de recurso para fomentar a agricultura familiar, mas também para saneamento básico e produção de semente crioula”, explicou Eduardo Sodré, titular da Sema. 

Além dos recursos do Ferfa, o Bahia Sem Fome também recebeu uma doação de R$ 200 mil da Bahiagás, anunciada durante o evento. O equivalente a 33 toneladas de alimento.

Dia Mundial

Com a parceria do Governo da Bahia, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) apresentou, pela primeira vez, suas ações para os temas em Salvador, junto com o Programa Mundial de Alimentos (WFP), Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). O Dia Mundial da Alimentação já é mobilizado anualmente pela FAO em Brasília, em São Paulo, no Rio de Janeiro e em mais 150 países. 

As celebrações em Salvador ainda envolveram a iluminação do MAM e do Elevador Lacerda na cor azul pelo Dia Mundial da Alimentação. Outras pastas estaduais, como a Secretaria da Cultura (Secult), Secretaria da Educação (SEC) e Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) também participaram do evento com atividades relacionadas ao projeto de erradicação da fome na Bahia.

Repórter Milena Fahel/GOVBA

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias