Sexta, 14 de Junho de 2024
20°C 28°C
Alagoinhas, BA
Publicidade

Por que o PL de Jair Bolsonaro desistiu de tentar cassar Sergio Moro

Assim como o PT, o PL de Jair Bolsonaro também fez uma leitura pragmática ao desistir de entrar com um recurso pela cassação do senador Sergio Moro (União Brasil-PR).

10/06/2024 às 07h28
Por: Redação Fonte: O Globo
Compartilhe:
Os senadores Sergio Moro e Flávio Bolsonaro — Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Os senadores Sergio Moro e Flávio Bolsonaro — Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Assim como o PT, o PL de Jair Bolsonaro também fez uma leitura pragmática ao desistir de entrar com um recurso pela cassação do senador Sergio Moro (União Brasil-PR).

As duas legendas, arquirrivais no Congresso Nacional e nas últimas eleições presidenciais, somaram forças há um ano e meio na Justiça Eleitoral para tentar condenar o ex-juiz federal da Lava-Jato por caixa 2, abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação na campanha de 2022.

Mas Moro acabou absolvido tanto pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), por 5 a 2, quanto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por 7 a 0. Após o revés no TSE, PT e PL informaram que não recorreriam ao Supremo Tribunal Federal (STF) e não insistiriam mais na perda de mandato do parlamentar paranaense.

Foi crucial para essa decisão a postura do clã Bolsonaro, que já tinha sido contra apresentar o recurso no TSE logo depois da absolvição no Paraná. À equipe do blog, o senador Flávio Bolsonaro disse, em abril, que “nós não temos que nos igualar ao PT nessa pauta”.

“A orientação partidária é que o PL não recorra, essa é a orientação do presidente Bolsonaro”, disse o filho “zero um” de Bolsonaro à época, após Moro ser absolvido pelo tribunal paranaense.

Desta vez, a orientação se repetiu. Mas a oposição da família Bolsonaro não foi o único motivo para o PL desistir de tentar cassar Moro.

Havia também na sigla o receio de que uma eventual cassação de Moro poderia ter efeito negativo no eleitorado paranaense, que seria obrigado a fazer uma nova votação para definir quem ficaria com a vaga – e, ressentido, poderia dar o troco no candidato do partido de Bolsonaro.

No Paraná, Bolsonaro derrotou Lula no segundo turno de 2022 com ampla folga – o petista obteve 37,6% dos votos válidos, ante 62,4% do então candidato à reeleição.

Efeito Paulo Martins

Um terceiro fator que pesou na decisão do PL foi uma compreensão, disseminada na cúpula bolsonarista, de que o candidato do partido à vaga de Moro, o ex-deputado federal Paulo Eduardo Martins, é “homem do Ratinho (Jr. do PSD)”, o governador do Paraná, e não de Bolsonaro.

Por essa tese, Martins seria mais “volúvel” e “cooptável” pela base do presidente Lula, diferentemente de Moro, histórico adversário dos petistas.

“O Moro é nosso, sempre vai ser de direita, mesmo brigando com Bolsonaro. Ele nunca vai se aliar ao Lula. Já o Paulo Martins não é tão firme. Ele é leal ao Ratinho, não ao Bolsonaro”, diz um interlocutor próximo de Bolsonaro à equipe da coluna.

Portanto, na leitura pragmática de bolsonaristas, melhor ficar com Moro do que arriscar uma vitória do “imprevisível” Paulo Martins.

Já no caso dos petistas, o medo era outro: o de a cassação de Moro abrir as portas do Senado para a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro ou algum bolsonarista radical que pudesse dar mais dor de cabeça para o Palácio do Planalto.

“O risco Michelle Bolsonaro salvou o Moro”, ironiza esse mesmo aliado de Bolsonaro.

Malu Gaspar - O Globo

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Alagoinhas, BA
22°
Tempo nublado

Mín. 20° Máx. 28°

22° Sensação
1.7km/h Vento
80% Umidade
100% (0.95mm) Chance de chuva
05h51 Nascer do sol
05h16 Pôr do sol
Sáb 28° 18°
Dom 28° 19°
Seg 28° 19°
Ter 25° 19°
Qua 29° 20°
Atualizado às 08h01
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,27%
Euro
R$ 5,74 -0,31%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,95%
Bitcoin
R$ 383,309,50 +0,86%
Ibovespa
119,215,54 pts -0.29%
Lenium - Criar site de notícias