Sexta, 14 de Junho de 2024
20°C 28°C
Alagoinhas, BA
Publicidade

Engenheiro é condenado a 27 anos de prisão por feminicídio na Bahia

Crime ocorreu na frente da filha de 10 anos.

08/06/2024 às 09h41
Por: Redação Fonte: iBahia
Compartilhe:
Jornalista Juliana Krucinski foi assassinada por engenheiro Reges Amauri Krucinski no dia 31 de dezembro de 2021. Foto: Reprodução/Redes Sociais
Jornalista Juliana Krucinski foi assassinada por engenheiro Reges Amauri Krucinski no dia 31 de dezembro de 2021. Foto: Reprodução/Redes Sociais

O engenheiro Reges Amauri Krucinski foi condenado a 27 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato da esposa, a jornalista Juliana Krucinski, na noite de réveillon em 31 de dezembro de 2021. A decisão sobre o feminicídio foi divulgada na última sexta-feira (7), segundo informações da TV Santa Cruz, afiliada da Rede Bahia.

 Engenheiro que matou esposa na BA é condenado a 27 anos de prisão

Engenheiro acusado de matar esposa é condenado a 27 anos de prisão. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Detalhes do Crime

Reges Krucinski matou a esposa em Porto Seguro, no sul da Bahia, na frente da filha de 10 anos da vítima. Juliana foi atingida por quatro tiros, sendo três na cabeça e um no tórax, durante uma discussão minutos antes da virada do ano. Vizinhos relataram ter ouvido os disparos durante a briga do casal.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Juliana já estava morta quando a equipe chegou ao local. Policiais militares encontraram Reges ainda coberto de sangue. Na época, a Polícia Civil informou que ele possuía um registro de posse de arma concedido pela Polícia Federal, como atirador esportivo e colecionador de armas.

Armas e Munições Encontradas

Na residência do casal, a polícia encontrou uma pistola 380, um revólver 357, uma espingarda 12 e mais de 160 munições de diferentes calibres. Após ser preso, Reges tentou tirar a própria vida dentro da delegacia, mas foi impedido e atendido por equipes do Samu.

Relatos e Contexto

A babá do casal, ouvida pela polícia na época, relatou que a discussão começou na piscina e que Reges foi até a suíte, retornando com uma arma e disparando contra Juliana. A empregada mencionou que já havia presenciado outras brigas entre eles. Reges tentou fugir, mas foi preso em flagrante.

Como Denunciar Violência Doméstica

Os casos de violência doméstica podem ser denunciados através de diversos canais do sistema de justiça, como delegacias de polícia, disque-denúncia, promotorias e defensorias públicas.

Disque 180: Criado pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), o serviço é anônimo e gratuito, disponível 24 horas, em todo o país.

Disque 100: Atende situações graves de violações de direitos humanos, acionando os órgãos competentes. Funciona diariamente, 24 horas por dia.

Polícia Militar (190): A vítima ou a testemunha pode procurar uma delegacia comum ou pedir ajuda pelo telefone 190. Havendo flagrante, o agressor é levado à delegacia.

Delegacia da Mulher: Existem apenas 21 delegacias especializadas no atendimento às mulheres com funcionamento 24 horas em todo o país.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Alagoinhas, BA
19°
Tempo nublado

Mín. 20° Máx. 28°

19° Sensação
1.67km/h Vento
93% Umidade
100% (0.95mm) Chance de chuva
05h51 Nascer do sol
05h16 Pôr do sol
Sáb 28° 18°
Dom 28° 19°
Seg 28° 19°
Ter 25° 19°
Qua 29° 20°
Atualizado às 05h01
Economia
Dólar
R$ 5,36 +0,04%
Euro
R$ 5,76 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,75%
Bitcoin
R$ 380,902,43 +0,46%
Ibovespa
119,567,53 pts -0.31%
Lenium - Criar site de notícias