Sexta, 12 de Abril de 2024
22°C 29°C
Alagoinhas, BA
Publicidade

38 municípios na Bahia estão em estado de epidemia por dengue

Situação em Salvador ainda preocupa e vacinação segue hoje em 71 outros municípios

23/02/2024 às 08h33
Por: Redação Fonte: A Tarde
Compartilhe:
- Foto: Divulgação Fiocruz
- Foto: Divulgação Fiocruz

A Secretária da Saúde do Estado da Bahia, Roberta Santana, anunciou que, a partir de hoje, mais 50.447 doses da vacina contra a dengue serão distribuídas para as regiões de Itabuna, Ilhéus, Jequié e Barreiras, abrangendo um total de 71 municípios. Esta nova etapa é um avanço na luta contra a dengue, diante do fato de que 38 municípios encontram-se em estado de epidemia e outros 19 em alerta.

A Bahia já tinha recebido do Ministério da Saúde 120 mil doses da vacina no início do mês, tendo sido distribuídas para 44 municípios das regiões de Salvador, Feira de Santana e Camaçari. A escolha dos municípios para a distribuição das vacinas tem sido baseada em critérios epidemiológicos rigorosos por parte do Ministério da Saúde, levando-se em conta os números de casos de dengue do ano de 2023.

Na capital

Em Salvador, a preocupação com a dengue também se intensifica. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) notificou um total de 661 casos prováveis da doença este ano, até 19 de fevereiro. Números ainda preocupam, apesar da redução de 29,3%, nos casos, quando comparado ao mesmo período no ano anterior.

Os casos de Chikungunya também diminuíram de 53 para 41, representando uma redução de 22,6% no período, enquanto os casos de Zika vírus registraram redução de 57 para 18, correspondendo a uma queda de 68,4%.

Na capital baiana, a campanha de vacinação contra a dengue teve início no dia 15, com a disponibilização de mais de 50 mil doses da vacina. Até o dia 20 deste mês, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informou a aplicação de mais de 1,2 mil doses em crianças na capital baiana. O foco inicial da campanha de vacinação tem sido crianças e adolescentes de 10 e 11 anos, sendo ministradas duas doses com intervalo de 90 dias entre elas.

Prevenção continua

A titular da pasta da Saúde do Estado expressou otimismo com a chegada das vacinas, mas enfatizou a importância da prevenção, que continua. “A vacinação é uma ferramenta importante, sobretudo, no médio e longo prazo. A conscientização e a eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti nas residências são as medidas fundamentais para o controle da doença”, declarou Santana.

A resposta do governo estadual à dengue inclui a aquisição de novos carros de Ultra Baixo Volume (UBV), também conhecidos como fumacês, distribuição de aproximadamente 12 mil kits para os agentes de Combate às Endemias, intensificação dos mutirões de limpeza com o auxílio das forças de segurança e emergência, além da utilização de agentes com bombas costais em diversas cidades.

Óbitos e epidemia

A Bahia registrou, de 1º de janeiro a 17 de fevereiro de 2024, 8.674 casos de dengue, um incremento de 21,7% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Atualmente, a Bahia tem três óbitos confirmados, sendo dois residentes de Jacaraci e um de Piripá.

Os 38 municípios que se encontram em epidemia são: Anagé, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barro Alto, Belo Campo, Bonito, Brejões, Canarana, Caturama, Condeúba, Encruzilhada, Feira da Mata, Ibiassucê, Ibicoara, Ibipitanga, Ibitiara, Igaporã, Ipiaú, Iramaia, Irecê, Iuiú, Jaborandi, Jacaraci, Lajedão, Macaúbas, Manoel Vitorino, Matina, Morro do Chapéu, Mortugaba, Mucugê, Novo Horizonte, Piripá, Presidente Jânio Quadros, Quixabeira, Serrolândia, Tanque Novo, Uruçuca e Vitória da Conquista. Outras 19 localidades estão em alerta.

*Sob a supervisão do jornalista Luiz Lasserre

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias