Sexta, 12 de Abril de 2024
22°C 29°C
Alagoinhas, BA
Publicidade

Setur-BA faz pesquisa sobre perfil do turista que participa do Carnaval da Bahia

A Setur-BA realiza, durante o Carnaval, uma pesquisa de avaliação dos serviços com os visitantes que escolheram a Bahia como destino. O post Setur...

11/02/2024 às 14h56
Por: Redação Fonte: Secom Bahia
Compartilhe:
Foto: Setur-BA
Foto: Setur-BA

A Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA) realiza, durante o Carnaval, uma pesquisa de caracterização e avaliação dos serviços com os visitantes que escolheram a Bahia como destino para a festa. O objetivo é identificar o perfil do turista, saber o que ele pensa sobre os equipamentos utilizados e planejar ações futuras da secretaria.

Os dados estão sendo coletados em Salvador, Lençóis, Porto Seguro, Camaçari (Arembepe e Guarajuba) e Mata de São João (Praia do Forte). São levantadas informações sobre a origem dos visitantes, tempo de permanência, gasto médio, meios de transporte e hospedagem e qualidade dos serviços oferecidos, entre outros itens.

“Buscamos, com essa ação, dimensionar o perfil do turista e, a partir da análise dos dados, planejar o próximo Carnaval e, também, o turismo de uma forma geral, com mais assertividade”, explica o diretor de Planejamento da Setur-BA, Fernando Miranda.

No sábado (10) de Carnaval, a pesquisa foi feita na zona turística Costa dos Coqueiros. “É sempre gratificante retornar à Bahia nesse período do Carnaval. Primeiro, passo alguns dias aqui na casa de meu irmão e, pelo menos em dois dias, vou para a avenida, sempre no circuito Barra-Ondina”, relatou o engenheiro-eletricista Admar de Melo, 44 anos, de Porto Alegre, que estava na praia de Guarajuba.

“Esta festa é mágica, mas primeiro tenho que descansar no litoral norte com os amigos. O clima da região me revigora para estar na avenida”, pontuou o publicitário Vinicius Rebouças, 31 anos, do Rio de Janeiro, que curtia o dia em Arembepe.

Em Praia do Forte, os pesquisadores encontraram as turistas Ana Beatriz, 26 anos, e Wanessa Rangel, 28 anos, estudantes de medicina em Florianópolis. “Desde adolescentes, nossos pais nos traziam à Bahia. Quando ficamos adultas, a relação de carinho com essa terra só foi crescendo. O Carnaval tem evoluído, sobretudo, no fator segurança, o que garante a nossa tranquilidade“, disse Ana Beatriz.

Fonte: Ascom/Setur-BA

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias