Sexta, 23 de Fevereiro de 2024
22°C 30°C
Alagoinhas, BA
Publicidade

Mais de 500 estudantes de 19 municípios devem participam da Feira Literária de Amargosa

O evento marcará também a apresentação dos estudantes da rede estadual de ensino, que irão mostrar suas criações desenvolvidas, durante todo o ano ...

06/12/2023 às 19h43
Por: Redação Fonte: Secom Bahia
Compartilhe:
Foto: Divulgação/SEC
Foto: Divulgação/SEC

Com uma programação variada, composta de mesas redondas, lançamentos de livros, apresentações culturais, gastronomia e shows musicais, será aberta, nesta quinta-feira (7), a Feira Literária de Amargosa (Fliamar). O evento marcará também a apresentação dos estudantes da rede estadual de ensino, que irão mostrar suas criações desenvolvidas, durante todo o ano letivo, por meio dos projetos estruturantes da Secretaria da Educação do Estado (SEC), voltados às distintas linguagens artísticas, culturais e literárias.

Durante três dias, até o próximo sábado (9), a Cidade Jardim, como Amargosa também é conhecida, se tornará um centro de diversidade cultural, com a participação de mais de 500 estudantes, de 29 unidades escolares estaduais, de 19 municípios que integram o Núcleo Territorial de Educação de Amargosa (NTE 9). Seja pela música, dança, literatura ou pelo canto e o teatro, o evento envolverá todo o território do Vale do Jequiriçá em torno do tema: “Literatura e Bicentenário da Independência da Bahia, Símbolos de Resistência e Liberdade”.

As apresentações dos estudantes acontecerão na Praça do Bosque e no Colégio Estadual Pedro Calmon, que será um dos palcos do evento e onde irão acontecer exibição de vídeos, saraus de poesia e peças de teatro criados pelos seus próprios alunos e de outras comunidades escolares, como os colégios estaduais Aldemiro Vilas Boas, de São Miguel dos Milagres; José Malta Maia, de Jequiriçá; Fernando Presídio, de Lajedo do Tabocal; Luzia Silva, de Jaguaquara, entre outros.

A estudante Agnes Rollemberg, 17 anos, estuda no Colégio Estadual Ana Lúcia Castelo Branco, no município de Brejões. Ela, que é escritora e poetisa, revela que a literatura entrou em sua vida, através dos projetos estruturantes desenvolvidos na escola. “Recebemos influências positivas, conhecimentos sobre a sociedade e o que podemos mudar para melhorar. A nossa liderança na juventude é muito em função da literatura, que nos oferece um mundo de possibilidades de futuro. As feiras literárias são imprescindíveis para disseminar ainda mais o conhecimento”, revela a estudante, que durante a Fliamar, além de ser mediadora da mesa de Literatura Juvenil, fará o pré-lançamento de seu livro de poesia “Ferra Pé”, que trata da visão jovem sobre temas como o racismo e o feminismo.

O professor Alex Rabaioli, do Colégio Estadual Santa Bernadete, do município de Amargosa, lançará três publicações durante a Fliamar: “Muito mais que um jogo”; “Espelho, espelho meu”; e “Pulsar da vida”, que abordam, respectivamente, questões como a importância do esporte e do lazer na formação humana; a relação do estudante com a imagem corporal ao longo do processo formativo; e uma reflexão crítica do campo da Educação Física e temas atuais. “A feira é uma oportunidade para compartilhamento de conhecimentos. Estimular a produção literária é enriquecer o repertório cultural, incentivar a autonomia e criticidade de nossos estudantes”, ressalta.

Fonte: Ascom/SEC

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias